PUBLICIDADE

7 dúvidas sobre candidíase que toda mulher precisa saber

Doença afeta 3 em cada 4 das mulheres pelo menos uma vez na vida

Você sabia que três em cada quatro mulheres poderão ser afetadas por candidíase - doença que se caracteriza por sintomas como corrimento e coceira vaginal - pelo menos uma vez na vida? É um número expressivo que merece atenção. A boa notícia é que o tratamento não precisa ser complexo e nem demorado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Desde o surgimento dos primeiros sintomas até a escolha do tratamento podem surgir algumas dúvidas, é normal. Por exemplo: Você sabe o que causa candidíase? Existe alguma forma de prevenir o problema?

Abaixo, esclarecemos as principais questões sobre candidíase. Entenda o que é a doença e os principais sintomas, entre outras informações essenciais. Confira:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1 - O que é candidíase e quais são os principais sintomas?

A candidíase é uma infecção causada por um fungo do gênero Candida, mais comumente o fungo Candida albicans. Os sintomas da candidíase geralmente são incômodos e podem impactar no dia a dia das mulheres: coceira vaginal, vermelhidão e dor para urinar ou durante a relação sexual são os primeiros sinais de alerta. Corrimento de cor esbranquiçada também pode ocorrer.

É importante entender que esse fungo existe em pequenas quantidades no organismo da mulher e vive em equilíbrio com a flora vaginal. Entretanto, se o organismo estiver debilitado, o risco de desenvolver a doença aumenta já que a reprodução excessiva do fungo pode começar a causar sintomas e favorecer o surgimento da candidíase. Como a região genital feminina é quente e úmida, a proliferação do fungo torna-se mais fácil.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2 - O que pode aumentar a chance de ocorrência da candidíase?

Existem alguns períodos e hábitos que podem contribuir para o aparecimento da candidíase. São eles:

3 - Como é o tratamento da candidíase?

No passado, o tratamento da candidíase se dava apenas com o uso de pomadas antifúngicas ou medicamentos antimicóticos. Em alguns casos, esses produtos precisam ser usados no período noturno e podem causar desconforto se escorrerem durante a noite - e o tratamento pode durar vários dias.

A boa notícia é que atualmente existem medicamentos inovadores em forma de comprimido vaginal que precisam de apenas uma aplicação: é rápido, simples e não causa os desconfortos que as apresentações em creme ou pomada podem causar.

É importante entender também que as famosas soluções caseiras que se disseminam rapidamente no conhecimento popular podem aliviar os sintomas, porém não tratam a doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4 - Como prevenir a candidíase?

Algumas atitudes podem ajudar a controlar o aparecimento da doença. Fique de olho e coloque esses bons hábitos em prática no seu dia a dia:

5 - Quem tem candidíase uma vez, terá novamente no futuro?

Não necessariamente quem tem candidíase uma vez voltará a ter no futuro. Mas seria prudente incorporar hábitos de prevenção no dia a dia para evitar que a doença volte.

6 - Candidíase é uma doença sexualmente transmissível?

Muitas pessoas podem ficar confusas com relação a esse ponto, mas a resposta é que a candidíase não é uma doença sexualmente transmissível, pois o fungo Candida albicans vive no corpo de uma mulher saudável. Ele vira um problema e causa a doença quando há algum desequilíbrio na flora vaginal causada pelos fatores de risco citados no item 2 e o não seguimento dos bons hábitos no dia a dia citados anteriormente no item 4. Entretanto, isso não exclui a necessidade do uso de camisinha porque ela pode ser transmitida entre parceiros, já que homens também podem ter a doença.

7 - Falta de higiene íntima pode causar candidíase?

Esse é um importante tabu associado à doença. A falta de higiene na região genital não causa a candidíase, porém pode favorecer a proliferação do fungo que causa a doença. Portanto, fazer a higiene íntima regularmente ajuda a diminuir o risco de desenvolver candidíase. Além disso, a região precisa ser seca adequadamente para evitar umidade no local.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Se você quiser obter mais informações sobre candidíase e o tratamento em comprimido vaginal de apenas 1 aplicação, acesse o site oficial de Gino Canesten, da Bayer: www.ginocanesten.com.br.

Em caso de persistirem dúvidas, procure o seu médico.

Fontes e referências:

1. "Candidíase: sintomas, tratamentos e causas": conteúdo disponível em http://www.minhavida.com.br/saude/temas/candidiase

2. "Você sabe como se proteger da candidíase?": conteúdo disponível em http://www.minhavida.com.br/saude/testes/14861-voce-sabe-como-se-proteger-da-candidíase

3. "Qual remédio natural para combater candidíase vaginal?": conteúdo disponível em http://www.minhavida.com.br/saude/perguntas/6838-qual-remedio-natural-para-combater-candidíase-vaginal

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4. Conteúdos diversos disponíveis em http://ginocanesten.com.br/

Este conteúdo é patrocinado por Gino Canesten®.

L.BR.MKT.04.2017.7448

Gino-Canesten® 1 comprimido vaginal (clotrimazol) / Gino-Canesten® creme vaginal (clotrimazol 1%) / Gino-Canesten® 3 creme vaginal (clotrimazol 2%) Reg. MS - 1.7056.0102. INDICAÇÕES. Gino-Canesten® Comprimido vaginal é indicado para o tratamento local de vaginite, infecção causada por fungos, geralmente do gênero Candida. Gino-Canesten® Creme vaginal: é indicado para o tratamento local de vaginite, infecção causada por fungos, geralmente do genêro Candida, na área genital. Também é indicado para o tratamento local infecção na área genital externa da mulher e em áreas próximas, e também de balanite, infecção no pênis (glande e prepúcio) do parceiro sexual. EYL 2015-08-25-92. SAC 0800 723 1010.

GINO-CANESTEN® É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, UM MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.