PUBLICIDADE

Morcegos estão se alimentando de sangue humano no Brasil

Animais costumavam alimentar-se apenas de aves, o desflorestamento pode estar contribuindo para a mudança de hábitos

O sangue humano pode estar servindo como alimento para morcegos. Um grupo de pesquisadores descobriu uma espécie de morcego-vampiro de grande tamanho, podendo pesar 22 g e a medir 8 cm, que costumava se alimentar de pássaros nativos, mas passou a chupar sangue de humanos à noite, devido ao fato da população ter invadido o território deles.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os cientistas analisaram fezes de morcegos-vampiro do Parque Nacional do Catimbau, em Pernambuco, com o objetivo de constatar as mudanças de hábitos alimentares dos animais.

O resultado das análises nas fezes mostrou fragmentos de DNA tanto galinhas quanto sangue humano, indicando que os animais mudaram seus costumes. "Eles estão se adaptando ao ambiente e explorando os novos recursos", revelou o pesquisador Enrico Bernard ao jornal cientifico Acta Chiropterologica, onde o estudo foi publicado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A forma como os morcegos vêm atacando a população ainda é desconhecida, mas os pesquisadores suspeitam de que eles estejam entrando em quartos através de buracos nas casas ou mordendo pessoas dormindo do lado de fora, em redes. Por isso, os investigadores recomendam não dormir em redes e instalar telas protetoras nas janelas de suas casas.

De acordo com pesquisas anteriores, em 2005 mais de 1.300 pessoas contraíram raiva, e, posteriormente, 23 morreram por causa da doença após uma série de ataques de morcegos no Brasil, provavelmente causadas pelo desflorestamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A raiva é uma infecção viral mortal transmitida para seres humanos a partir da saliva de animais infectados ? geralmente por uma mordida. Caso for mordido é necessário procurar imediatamente um pronto-socorro para receber o tratamento necessário. Se houver risco de raiva, a pessoa receberá uma série de vacinas preventivas, dada em cinco doses durante 28 dias. Veja quais as causas e animais que podem transmitir a raiva.